Silver Fox

Começamos esta nova secção com um artigo da revisa instinto que poderá ser encontrada na sua pet shop mais próxima e também neste endereço: www.instinto.pt e o artigo fala-nos sobre uma raça de coelhos dada pelo nome de Silver Fox.

“Existem dois silver fox, o americano e o britânico, a quem os americanos chamaram Silver Marten, mas é do norte-americano que aqui falamos. Silver Fox foi a segunda raça verdadeiramente criada e desenvolvida nos Estados Unidos da América, depois da raça American Blue. O Silver Fox deve a sua existência ao empenhado senhor Garlang que a desenvolveu ao longo da década de 20 do século passado e que, em muitos aspectos, é tido como um pioneiro do desenvolvimento dos coelhos domésticos. No caso do Silver Fox, as suas experiências juntaram o Checkered Giant ao English Silver. Garlang estava particularmente fascinado com a pelagem da sua fêmea Checkered que tinha um pêlo extraordinário, do qual saiam um sem número de cerdas brancas e desejou associar esse tipo de físico ao tamanho do checkered. Queria-o e consegui-o, ainda que tendo de ultrapassar algumas dificuldades, ao longo de 14 anos de cruzamentos.
O Silver Fox é um coelho grande e pesado de pêlo longo e prateado, cuja textura deve assemelhar-se á das raposas (daí a origem do seu nome Raposa Prateada). Os tais pêlos eriçados de cor branca ou da cor de prata devem espalhar-se por toda a pelagem, incluindo na cabeça, o que lhe confere um ar de ursinho de pelúcia meio luzido.
Uma das qualidades, senão a mais extraordinária, do Silver Fox é a sua pelagem. Esta deve ficar eriçada quando acariciada em sentido contrario ao do crescimento dos pêlos, ou seja, da cauda para a cabeça e apenas regressar ao sitio, com nova passagem da mão em sentido contrario.
Preto e azul são as suas cores, sendo mais frequente a primeira. Por ter estado á beira da extinção, hoje, podem ser extensas as listas de espera para conseguir um Silver Fox.
Dócil e companheiro, o Silver Fox apenas soma vantagens. As fêmeas, por exemplo, procriam com facilidade e dão óptimas mães e as crias, mesmo depois de adultas são de trato fácil.
São ainda fisicamente resistentes a adaptam-se bem a qualquer ambiente, não sofrendo sequer de mudanças bruscas de temperatura. Apesar do ar reservado dos coelhos, esta raça aprecia atenção”.

Queria apenas “alertar” que nem todos os coelhos são iguais, e que existem excepções, pode muito bem não ter uma fêmea excelente para procriar e muito menos ter a certeza absoluta que irá ser uma óptima mãe, ou que as crias serão fáceis de tratar mesmo depois de adultas, tudo é uma sorte, todos nós temos feitos diferentes e eles não são excepções.
Por isso quando for escolher o seu coelho não pense na raça ou no que dizem sobre ela porque existem excepções, pense só se que ele precisa de si, não abandone o seu animal.
Um muito obrigado pela leitura.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: