Archive for Janeiro, 2009

Silver Fox

Começamos esta nova secção com um artigo da revisa instinto que poderá ser encontrada na sua pet shop mais próxima e também neste endereço: www.instinto.pt e o artigo fala-nos sobre uma raça de coelhos dada pelo nome de Silver Fox.

“Existem dois silver fox, o americano e o britânico, a quem os americanos chamaram Silver Marten, mas é do norte-americano que aqui falamos. Silver Fox foi a segunda raça verdadeiramente criada e desenvolvida nos Estados Unidos da América, depois da raça American Blue. O Silver Fox deve a sua existência ao empenhado senhor Garlang que a desenvolveu ao longo da década de 20 do século passado e que, em muitos aspectos, é tido como um pioneiro do desenvolvimento dos coelhos domésticos. No caso do Silver Fox, as suas experiências juntaram o Checkered Giant ao English Silver. Garlang estava particularmente fascinado com a pelagem da sua fêmea Checkered que tinha um pêlo extraordinário, do qual saiam um sem número de cerdas brancas e desejou associar esse tipo de físico ao tamanho do checkered. Queria-o e consegui-o, ainda que tendo de ultrapassar algumas dificuldades, ao longo de 14 anos de cruzamentos.
O Silver Fox é um coelho grande e pesado de pêlo longo e prateado, cuja textura deve assemelhar-se á das raposas (daí a origem do seu nome Raposa Prateada). Os tais pêlos eriçados de cor branca ou da cor de prata devem espalhar-se por toda a pelagem, incluindo na cabeça, o que lhe confere um ar de ursinho de pelúcia meio luzido.
Uma das qualidades, senão a mais extraordinária, do Silver Fox é a sua pelagem. Esta deve ficar eriçada quando acariciada em sentido contrario ao do crescimento dos pêlos, ou seja, da cauda para a cabeça e apenas regressar ao sitio, com nova passagem da mão em sentido contrario.
Preto e azul são as suas cores, sendo mais frequente a primeira. Por ter estado á beira da extinção, hoje, podem ser extensas as listas de espera para conseguir um Silver Fox.
Dócil e companheiro, o Silver Fox apenas soma vantagens. As fêmeas, por exemplo, procriam com facilidade e dão óptimas mães e as crias, mesmo depois de adultas são de trato fácil.
São ainda fisicamente resistentes a adaptam-se bem a qualquer ambiente, não sofrendo sequer de mudanças bruscas de temperatura. Apesar do ar reservado dos coelhos, esta raça aprecia atenção”.

Queria apenas “alertar” que nem todos os coelhos são iguais, e que existem excepções, pode muito bem não ter uma fêmea excelente para procriar e muito menos ter a certeza absoluta que irá ser uma óptima mãe, ou que as crias serão fáceis de tratar mesmo depois de adultas, tudo é uma sorte, todos nós temos feitos diferentes e eles não são excepções.
Por isso quando for escolher o seu coelho não pense na raça ou no que dizem sobre ela porque existem excepções, pense só se que ele precisa de si, não abandone o seu animal.
Um muito obrigado pela leitura.

Anúncios

Leave a comment »

Extras

Extras

Queridos leitores e acompanhantes deste blog sobre animais tão queridos e inteligentes como os nossos coelhinhos.
Esta secção que tal como o nome indica “Extras”, será sobre pequenas notícias, novidades, relatos de donos sobre situações engraçadas ou situações mais complicadas que vocês e o vosso coelhinho passaram e alguns excertos de artigos que eu ache interessante colocarei aqui, porque a melhor maneira de sermos uns donos melhores é termos conhecimento.
Se têm alguma historia para contar, triste ou alegre, alguma novidade por favor partilhe connosco enviando um email: para elisabetemguerreiro@gmail.com.
Um muito obrigado.

Leave a comment »

Saúde parte VIII

Patologia Dentária

Modificações nos dentes do seu coelhinho, são consideradas normais visto que, estes estão em crescimento contínuo.
A dentição dos nossos amiguinhos é composta por vinte e oito dentes, os incisivos são fáceis de visualizar enquanto que os pré-molares e molares são mais difíceis de visualizar.
O desgaste dos dentes é feito pela mastigação e contacto entre os dentes, por isso é essencial o facto de nunca esquecer de dar feno ao seu coelho, este ajuda imenso a controlar o crescimento dos dentes.
As causas dos problemas dentários do seu coelho são bastante variadas, visto que podem ser hereditárias, congénitas ou adquiridas (deficiências durante o crescimento, dieta inadequada, ou trauma).
Devido á natureza tímida e reservada dos nossos amiguinhos, problemas dentários são difíceis de detectar, visto que eles não manifestam de forma clara sinais de sofrimento, os sintomas acabam por ser simples alterações de comportamento como comer ou beber menos e mudança de hábitos alimentares.
Por todos estes factores peço a todos os donos que tenham atenção redobrada, porque quando nos apercebemos que algo pode estar errado, podem já estar a decorrer inflamações e infecções graves, como abcessos das raízes dentarias com envolvimento ósseo, o que complica o tratamento e pode terminar em alterações irreversíveis.
o tratamento pode variar de uma simples correcção de um sobre crescimento de dentes, a excisão de abcessos, remoção  dos dentes afectados e outro procedimentos de acordo como grau de envolvimento de outras estruturas da cabeça.
O sucesso terapêutico deriva de um diagnóstico precoce e também do tipo de dentes afectados e das alterações já presentes.

Leave a comment »

Saúde parte VII

Torcicolo ou pescoço torto

Eventualmente, o seu coelho pode ficar com o pescoço torto, como se estivesse a cabeça de lado. Existem diversas causas para que o seu coelhinho tenha ficado nesse estado, mas as mais prováveis ou possíveis de acontecer são: deficiência de vitamina B, otites, trauma na cabeça ou no pescoço, AVC, tumor cerebral, infecções por bactéria e com maior probabilidade de diagnóstico a causa pode ser uma infecção parasitária por E. cullini.
O tratamento deve ser de acordo com o que desencadeou tal processo.
Se o seu animal de estimação encontra-se neste estado aconselho a dirigir-se a um veterinário.
Obrigada pela leitura e um Feliz 2009.

Leave a comment »